segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

As Terapias Naturais e o seu Contexto Atual


©Mark Harless (Bleeblu) & Moon | La faune et la flore. Photography/Ilustration

As práticas naturais surgiram há milhares de anos, quando o homem primitivo desenvolveu o que culminou no xamanismo, uma prática espiritual, artística, médica e psicológica que foi adotada em todos os continentes e em diversas culturas pelo mundo.

No corpo de conhecimento xamânico, as práticas médica e psicológica não podem ser entendidas e nem aplicadas de forma isolada, pois fazem parte de um contexto muito maior do que elas em si. Neste sistema, a união entre o rito, a arte, o corpo, as técnicas terapêuticas, o meio ambiente e a religiosidade constituem uma estrutura única que dá sentido à vida e que também promove a saúde de forma integrada.

Após o xamanismo, surgiram práticas terapêuticas derivadas em culturas mais avançadas tecnologicamente, como os egípcios, os hindus e os chineses.
Atualmente, estão bem difundidas estas práticas e conhecimentos aqui no ocidente através da popularização do yoga e da medicina ayurvédica, assim como pela comprovada eficácia da acupuntura e da medicina tradicional chinesa.

A “visão” principal destes sistemas de cura é holística, ou sistêmica, e de fortes bases filosóficas espirituais. O manejo da saúde está diretamente relacionado com o ambiente, com as relações da pessoa e no cuidado com o corpo e a mente como uma unidade indivisível. Além da visão holística ambiental, essas disciplinas compreendem também uma visão holística aplicada ao corpo e à mente conectados por sistemas energéticos sutis, que foram mapeados e cuidadosamente estudados.

É crescente o interesse da ciência e da população no estudo e na prática da meditação, na medicina natural e em práticas complementares em saúde.

Essas terapias integram os conhecimentos holísticos de tradições antigas e psicológicos e terapêuticos contemporâneos, sempre considerando o funcionamento fisiológico e corporal em conjunto com as experiências mentais e emocionais aliados a uma visão sistêmica. O indivíduo é visto como a totalidade de suas interações, e não como um corpo isolado.

Além do benefício físico e do relaxamento profundo, o tratamento atua também psicologicamente sobre as nossas visões de mundo e relações, estimulando a manutenção de um estilo de vida mais leve, criativo e, portanto, saudável.

As práticas naturais podem levar a experiências integrativas muito positivas, com efeitos permanentes e saudáveis na personalidade. Um espaço novo de consciência surge devido a modificações no fluxo de energia do corpo e, portanto, da mente, beneficiando assim o organismo em suas tentativas de autocura e integração.

Para solucionar nossos problemas de saúde, precisamos desenvolver abordagens sistêmicas de tratamento e que contemplem o sentido da experiência humana em seus diversos níveis e necessidades. As práticas naturais são uma resposta a essa demanda crescente da população.

As técnicas ajudam na potencialização da autopercepção, na introspecção, no equilíbrio fisiológico, no relaxamento e na desintoxicação física e emocional, harmonizando todos os sistemas corporais e promovendo também o desenvolvimento psicológico e social.

O novo paradigma, no qual as práticas naturais estão incluídas, vem trazer novas e antigas formas de cuidados com a saúde, com o meio ambiente, com a sociedade e com o desenvolvimento humano visando benefícios por meio de técnicas terapêuticas não invasivas, limpas e que apoiam a integração física e psíquica, estimulando a tendência natural do organismo à autocura e à auto-organização.

As terapias naturais servem para redescobrirmos a nossa capacidade de curarmos a nós mesmos, para nos ajudar na jornada em busca da saúde de uma forma sustentável e holística, devolvendo ao mundo um sistema de tratamento que inclui a humanidade, o cuidado com o outro, a introspecção e a espiritualidade, gerando saúde e bem-estar em muitos níveis.

Heráclito Antunes da Silveira
Terapeuta Transpessoal e Corporal
Transformar
(048) 98413-2488

Nenhum comentário: